Notícias
publicado em: 16/02/2018
Agudos celebra a quarta-feira de cinzas

Fiéis se reuniram na Paróquia São Paulo Apóstolo para tradicional solenidade que marca o início da quaresma, período de profunda reflexão e de mudança de atitudes.

Isabela Gaspar - Assessoria de Comunicação e Imprensa

Pastoral da Comunicação (PasCom) - Paróquia São Paulo Apóstolo de Agudos

Momento da imposição das cinzas
Momento da imposição das cinzas
Equipe de casais da CF 2018, que trabalharão a temática na Paróquia.
Equipe de casais da CF 2018, que trabalharão a temática na Paróquia.

Nesta quarta-feira (14/02), centenas de fiéis reuniram-se na Paróquia São Paulo Apóstolo para a tradicional Missa de quarta-feira de cinzas. A celebração foi presidida pelo pároco Frei Silvio Trindade Werlingue. A comunidade Nossa Senhora Aparecida também realizou a solenidade, presidida pelo vigário Frei Carlos Pierezan.

 A quarta-feira de cinzas marca o início da quaresma na Igreja Católica, que são os 40 dias que antecedem a Páscoa. É também um tempo reflexivo e de mudança de atitudes. “É momento de olhar para dentro de nós, do nosso coração e de como estamos vivendo. É uma reflexão profunda e sincera da nossa vida”, ressaltou o pároco, durante sua homilia.

Na ocasião também foi lançada a Campanha da Fraternidade 2018 que, neste ano, vem com o tema: “Fraternidade e superação da violência" e o lema "Vós sois todos irmãos". (Mt 23,8). O momento contou com a apresentação do cartaz da CF e participação da equipe de casais que trabalharão diretamente com a temática por toda a Paróquia.

A campanha deste ano traz à tona reflexões acerca da violência e suas diversas formas na sociedade, seja ela verbal ou não verbal, contra mulher, criança, idoso etc. “Já não aguentamos mais tanta violência! Nós devemos trabalhar pela paz e superação da violência, olhando para as nossas famílias e em nosso ambiente de trabalho, por exemplo. A violência está em todas as áreas”, disse Werlingue.

As ações da CF 2018 podem ser acompanhadas durante a quaresma na Paróquia. A equipe de casais já se movimenta para trabalhar o tema com os paroquianos e, também, nas escolas agudenses