Notícias
publicado em: 05/08/2017
Dom Luiz Ricci toma posse em Niterói

Fiéis e autoridades prestigiaram missa que dá início ao trabalho de bispo do primeiro padre bauruense a ser elevado ao episcopado.

Para ver mais fotos deste momento, visite o Flickr da Diocese de Bauru. Clique aqui para ser direcionado.

1 - Dom Luiz Ricci é saudado pelo Prefeito de Niterói, Rodrigo Neves
2 - Bispos presentes na posse
3 - Dom Luiz abençoa e cumprimenta os fiéis durante sua posse
4 - Bula enviada por Papa Francisco é lida e apresentada à comunidade
4 - Bula enviada por Papa Francisco é lida e apresentada à comunidade
Padres da Diocese de Bauru estavam presentes na posse de Dom Luiz em Niterói
Padres da Diocese de Bauru estavam presentes na posse de Dom Luiz em Niterói

Em cerimônia marcada pela emoção, Dom Luiz Antonio Lopes Ricci, o primeiro padre bauruense a ser nomeado sucessor dos Apóstolos e membro do colégio episcopal, assumiu, ontem, sua função de bispo auxiliar na Arquidiocese de Niterói.

Com mais de 10 bispos, 100 padres, diáconos, seminaristas e autoridades civis, entre elas os prefeitos de Niterói e São Gonçalo, e militares, além de uma caravana de mais de 200 fiéis de Bauru e região, a celebração foi acompanhada por mais de 3 mil pessoas que compareceram ao Ginásio do Colégio Dom Bosco, em Niterói, na manhã do dia 5. A missa teve início com a leitura da bula de nomeação enviada pelo Papa Francisco, que exigiu um compromisso do novo bispo com o povo. “Velando com o coração paterno de pastor sobre toda a grei do Senhor, acompanhamos zelosamente tudo aquilo que diz respeito à utilidade das igrejas, para que os fiéis nunca careçam no incremento da misericórdia. Consideramos que, ornado com experiência prática nas realidades humanas e sacerdotais, foste julgado apto a exercer o ministério episcopal. Encorajamos a exercer sua atividade episcopal e rogamos ao Senhor que progridas na Palavra e operosa caridade com os fiéis confiados aos teus cuidados”, escreveu o Pontífice.

No início do cerimonial de posse, Dom Caetano, bispo de Bauru, destacou a alegria da diocese bauruense a entregar um filho para o episcopado. “Com alegria, peregrinamos do Centro-Oeste do Estado de São Paulo para entregar e ofertar esse filho querido de nossa igreja e presbitério no serviço do Reino de Deus, que está nestas terras fluminenses. Sei que fará um grande serviço como bispo”, ressaltou Dom Caetano que, em seguida, recebeu um abraço emocionado de Dom Ricci.

Perante inúmeros fiéis de da Diocese de Bauru e das cidades que compõem o território arquidiocesano de Niterói, Dom Ricci reafirmou seu compromisso em ser um pastor com cheiro de ovelhas e misericordioso, conforme pede o Papa Francisco, fazendo uma alusão à conhecida Ponte Rio-Niterói. “Renovo hoje o meu sincero desejo de servir à Igreja de Cristo, que está em Niterói, como aprendiz e construtor de pontes. Estou no meio de vocês como mais um colaborador. Venho para contribuir nesta Igreja que já tem 125 anos. Desejo ser mais um operário nesta profícua história, pautada pela fé em Cristo, Bom Pastor. Rezem para que não falte em mim a solicitude de pastor para com o rebanho”, afirmou Dom Ricci.

Presente na celebração, o cardeal Dom Orani João Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro e presidente do Regional Leste 1 (Dioceses que compõem o Estado do Rio de Janeiro) da CNBB, acolheu o novo bispo auxiliar e reafirmou o compromisso do pastoreio do meio das adversidades. “Nosso território fluminense é rico de belas paisagens, mas também de muitos problemas. Tenho certeza que, com suas qualidades e formação, Dom Ricci colaborará muito no serviço ao povo de Deus que está em nossa sociedade”, disse o cardeal.

Na homilia que proferiu durante a missa, o novo bispo auxiliar destacou que está pronto para enfrentar, como pastor, os desafios do episcopado num contexto de rápidas  e importantes mudanças de época. “É claro que existem sinais negativos e destrutivos que precisam ser enfrentados por nós, com serenidade e coragem. O real se impõe e pede uma resposta, um comprometimento. O agir segue o ser. Por essa razão precisamos de uma mística subjacente que fundamente, à luz da Palavra de Deus, nossas ações e elimine o perigo da indiferença”, pontuou Dom Ricci.

Entre os primeiros compromissos do novo bispo, está o de visitar os mais de 160 padres, espalhados em seis regiões pastorais (vicariatos), presentes nas 81 paróquias da arquidiocese. Para o Diácono Nélio do Amparo, membro da Pastoral da Comunicação da Arquidiocese de Niterói, Dom Ricci também poderá aproveitar dos veículos de comunicação da Arquidiocese de Niterói para exercer seu trabalho. “A comunicação é importante para levar a Palavra de Deus a todas as pessoas. Dom Ricci fará uso dos meios de comunicação, assim como é seu desejo, para colocar em prática, o plano de ser uma igreja em saída, levando a Boa Nova, conforme nos pede o Papa Francisco”. 

No final da celebração, Dom Luiz foi acolhido pelos padres de Niterói, por membros das pastorais arquidiocesanas, recebeu homenagens de seus familiares e percorreu o ginásio abençoando os fiéis que acompanharam a missa de posse.

 

Alegria e missão – Durante a cerimôniaDom José Francisco Rezende Dias, Arcebispo Metropolitano de Niterói, ressaltou a alegria de contar com a ajuda de Dom Luiz Ricci e agradeceu à Diocese de Bauru pela oferta de um dos membros de seu clero para a Igreja no Brasil. “Jubilosos aqui nos encontramos para acolhê-lo, dando graças a Deus e à Diocese de Bauru, por esse dom precioso a nós concedido. Damos graças a Deus pelo seu sim a Jesus e ao Papa Francisco, que o chamou para o serviço de nossa Igreja. Damos graças a Deus que nos permite estar aqui, como família, acolhendo o nosso novo pastor”, salientou o arcebispo. Dom José Francisco ainda lembrou que Dom Luiz o ajudará na missão apostólica do pastoreio de mais de 1,5 milhões de pessoas. “Jesus fez com que nossos caminhos, distantes e desconhecidos, se cruzassem num só caminho, numa mesma direção e missão.  Querido irmão, quero reafirmar o meu desejo de que seu episcopado seja muito fecundo nesta, agora, sua e nossa Arquidiocese de Niterói”, finalizou Dom José Francisco.

Missa no Cristo Redentor e despedida – Mais de 200 pessoas de Bauru e região participaram da missa de posse de Dom Luiz Ricci, como bispo auxiliar na Arquidiocese de Niterói. Para ter um maior contato com seus conterrâneos, o bispo fez questão de presidir duas missas, com os peregrinos  e padres da Diocese de Bauru, na capela que fica no Cristo Redentor, no Morro do Corcovado. Entre as fiéis, estava a agente de viagens e paroquiana na Catedral do Divino Espírito Santo, Maria Aparecida Baptista Ferrarezi. Para ela, a entrega de Dom Ricci ao povo de Niterói foi emocionante, mas com um tom de despedida. “Foi comovente ver a acolhida que o povo deu aos fiéis de Bauru e a Dom Luiz. Mesmo com dor no coração de deixá-lo, sabemos, pelo o que vimos, que o povo será sua família e ele desenvolverá um frutuoso trabalho, já que a partir de hoje Niterói e Bauru passam, pela unidade, a ser dioceses-irmãs, unidas pelo vínculo de Dom Ricci, um pastor com cheiro de ovelhas”, contou a agente de viagens.

 

Confira a Bula de Nomeação de Dom Luiz em Português.