Notícias
publicado em: 27/02/2019
Frades Inacianos realizam Celebração Solene para a Abertura do Ano Jubilar Luziano na Paróquia Santa Luzia Em Bauru

Texto por Frei Alfredo Francisco de Souza, SIA. Pároco


O dia 13 de fevereiro, como em todos os dias 13 de cada de cada mês, a comunidade paroquial de Santa Luzia, em Bauru, há quase vinte anos aos cuidados dos frades inacianos, reuniu-se para celebrar a Padroeira. Em fevereiro, contudo, a celebração ganhou um sentido e um brilho todo especial, ao acolher os devotos sempre presentes, juntamente com os paroquianos, para declarar e inaugurar solenemente o Ano Jubilar Luziano, que terá o seu ponto alto na festa da Padroeira deste ano de 2019, justamente no dia 13 de dezembro, quando a paróquia celebrará os cinquenta anos de sua criação. O lema que acompanhará a comunidade em todas as suas necessidades será: “NA LUZ DO TESTEMUNHO DE LUZIA, SEGUIMOS JESUS CRISTO, PARA UMA IGREJA EM SAÍDA”. O pároco, Frei Alfredo Francisco de Souza, há 16 anos à frente desta comunidade paroquial, em nome da Congregação Missionária de Santo Inácio de Antioquia partilhou, nas palavras abaixo, o sentido e a motivação para a celebração deste Ano Jubilar.

O termo jubileu refere-se à solenidade do quinquagésimo aniversário. Trata- se, então, de um aniversário solene. Entre o povo judeu, antigamente, jubileu era uma festividade realizada a cada cinquenta anos, quando se comemorava a remissão da servidão, das dívidas e das culpas.

Para nós, trata-se de um ano sagrado em que Deus, nosso Senhor, nos concede, neste ano de 2019, a grande graça de celebrar o Jubileu de ouro da Paróquia Santa Luzia, Virgem e Mártir.

Celebrar 50 anos é dar graças a Deus pelos que ajudaram na construção física e espiritual da comunidade paroquial. É lembrar com carinho e amor de todos os bispos, sacerdotes, irmãos, irmãs religiosas, leigos e leigas que aqui passaram, e deixaram a marca de sua presença generosa e missionária. Cada um com seu jeito e carisma ajudou esta comunidade a ser expressão viva do amor de Deus no meio do seu povo. É olhar a história e agradecer o que foi vivido e construído, mas não só, também aquilo que ainda se tem para viver e construir.

Durante essa existência paroquial, muitos nasceram, foram batizados, receberam a eucaristia pela primeira vez, foram crismados, casaram-se e aqui finalizaram a sua história de peregrinos nesta terra.

Para este momento jubilar o ponto forte será o resgate da identidade histórica, através de toda a programação e atividades previstas e, principalmente, a Festa da Padroeira, no dia 13 de dezembro.

O jubileu de ouro é uma etapa significativa no caminho histórico de nossa comunidade. Sinto, neste ponto da história, a necessidade de envolver as atividades deste ano especial, em torno daquela que é por muitos venerada, carinhosamente amada e fervorosamente invocada como protetora da saúde dos olhos.

Enquanto imploramos o seu poderoso patrocínio, queremos inspirar-nos no seu luminoso exemplo e no seu forte testemunho, para retomar o caminho da santidade com mais determinação.

Foram dois anos de atividades que prepararam este ano jubilar. Inspiremo-nos, pois, olhando para Luzia, coluna da Igreja, que tem muito a nos ensinar, sobretudo neste momento histórico, complexo e crítico do contexto sócio-político-econômico-cultural em que vivemos.

Contudo, é também uma oportunidade para despertarmos do desânimo existencial e espiritual, caracterizado pela sensação de estar se perdendo os pontos de referência no caminho da vida. As famílias de hoje não são as mesmas de outrora, assim também como as demandas de 50 anos atrás, não são as mesmas de hoje. É por isso que este momento do Ano Jubilar Luziano constitui uma oportunidade ímpar para um revigoramento existencial, familiar, pastoral e espiritual para cada um de nós, que faz parte desta história.

Santa Luzia vem ao nosso encontro com o seu testemunho para nos mostrar, com a sua vida, um sublime modelo de humanidade, que pode servir como referência para todos nós. É por isso que esta nossa comunidade, com a ajuda de Deus, está vivendo e celebrando este momento como um ano de graça e de bênçãos, impregnados pela descoberta da sua figura, espiritualidade e da sua mensagem.

São várias as iniciativas propostas para celebrar o jubileu, especialmente a celebração dos dias 13 de cada mês, as atividades pastorais e culturais, como também as obras que queremos realizar, para bem celebrar este grande momento histórico.

Preparemo-nos, com fé, alegria e esperança para o grande jubileu na festa da Padroeira deste ano! A multidão de devotos que acorre a esta casa paroquial de Santa Luzia, para festejar a jovem mártir todos os anos, é a prova tangível do quanto o seu testemunho é uma realidade viva e indissolúvel, perenemente presente no coração de tantos devotos, não só aqui, mas no mundo inteiro.

Caminhemos, pois, sob o patrocínio de nossa querida Padroeira, Santa Luzia, dos demais santos Padroeiros: Nossa Senhora Aparecida, Santa Maria Goretti, Santo Inácio de Antioquia e Nossa Senhora Divina Pastora, vivermos e caminharmos como comunidade paroquial, para servir e amar, com a ajuda de Deus.

Nós, frades Missionários Inacianos, temos a alegria e a graça de conduzir e administrar esta pequena porção da Igreja, que a nós foi confiada, já há tantos anos, principalmente com a presença missionária também de diversos formandos inacianos, ao longo desses anos.

Caros irmãos e irmãs paroquianos, confrades e amigos de nossa paróquia Santa Luzia, que cada dia deste novo ano, através dos compromissos e atividades a que somos chamados, estejamos repletos dessa alegria jubilar. É tempo de festa, tempo de celebrar e abrir o coração para agradecer ao Senhor por essa história. Toda a comunidade paroquial está convidada a celebrar 2019, movidos e animados pelo lema: “na luz do testemunho de Luzia, seguimos Jesus Cristo, para uma Igreja em saída”.

Para visualizar todas as fotos deste momento da Paróquia de Santa Luzia, acesse nosso Facebook, clicando aqui.