Material Formativo
Roteiro para Hora de Guarda da Sexta-feira Santa - Pastoral da Juventude Diocesana

Proposta: Proporcionar ao grupo de jovens a vivência dos mistérios da Paixão e Morte de Jesus, por meio da oração, contemplação e meditação. Roteiro de vigília para a Sexta-feira Santa, “dia de contemplar com atenção amorosa a morte vitoriosa do Cristo e a sua bem- aventurada e gloriosa paixão”, dia de encontrar com o meu eu mas profundo, que faz reconhecer-me como filha amada, filho amado de Deus apaixonado pela humanidade.

Cada grupo prepara seu ambiente.

Dicas:

1.    Uma cruz em destaque, é nela que vamos meditar, tomar consciência que foi nela onde Jesus Cristo ainda Jovem foi morto e através dele fazemos memória de tantas pessoas que hoje são crucificadas injustamente.

2.    Tecido branco: vai estar junto a cruz, nos lembra de que a luta continua, que a juventude tem sede de ser igreja, e acredita em uma sociedade de irmãos e irmãs que clama por uma vida, mas humanitária para todos.

3.    Bíblia: pode entrar solenemente no momento da leitura, nela está à verdade que alimenta e revela a historia do povo que nos anima a seguir Cristo Jesus.

4.    Velas: grande no centro e pequenas se querem. A vela simboliza nossa Fé na igreja, na Sociedade, na Família e no Projeto de Deus. O Deus de Jesus que tem os pés no chão.

5.    Incenso: que é sinal de purificação, seu perfume nos revela que Cristo vai vencer a Morte. (Verificar antes se pode usar o incenso ou ele pode ser trocado por um Óleo o Perfume suave)

 

INÍCIO (pouca luz, a cruz com o tecido branco e a vela grande acesa em destaque, e em silencio).

 

Mantra:

De noite iremos, de noite, iremos buscar a fonte. Só Nossa sede nos guia, só nossa sede nos guia.”

Deus é amor, arrisquemos viver por amor. Deus é amor, ele afasta o medo”.

(Repetir o refrão várias vezes e depois fazer um breve silêncio meditativo).

 

Recordação da Vida:

·         O seguimento é fruto da compaixão de Jesus. Ele se compadece, escolhe e chama. Segui-lo,

ontem como hoje, é tornar-se discípulo e discípula. Isso implica compartilhar do mesmo destino: a cruz martirial (fazemos memória de quantas vidas foram entregues pela causa da justiça, pelo reino, pela humanidade sofrida, pelo projeto de Deus por amor).

·         Seguimento é, então, a resposta total e integral ao chamado de Jesus: “Vem e segue-me”.

Fala a campanha da fraternidade de 2013, e convida a cada jovem; a um encontro pessoal com Jesus Cristo, a uma participação ativa na comunidade eclesial, a serem agentes transformadores da sociedade, protagonistas da civilização do amor e do bem comum. (que encontro tenho com Jesus? onde estou na comunidade? estou dentro? quantos jovens estão fora da saciedade e da igreja?.....)  

·       Seguir o Cristo é fazer parte de seu Projeto, é dar sentido as bem-aventuranças, é fazer o que ele fez encontra com as pessoas que estão distante da sociedade, da igreja, da família, e convidar-la a se aproxima, reconhecer nelas a Pessoa de Jesus. Jesus ainda hoje é crucificado em cada irmão e irmã que sofrem em especial a juventude, a mulher, o negro e os pobres, que são os mais suscetíveis aos sinais de morte. (quantos jovens morrem a cada dia por incomoda a saciedade, e eu reconheço Jesus hoje onde...).

 Faz um tempo de silencio.

 

 

Mantra:

Onde reina o amor, fraterno amor. Onde reina o amor, Deus aí está”.

O nosso olhar se dirige ao Cristo, os nossos olhares repousam em Jesus”.

 

Salmo 31

 

Com Jesus na cruz, entreguemos nas mãos do Pai o grito de todos os condenados à morte.

Que o Senhor responda ao clamor dos sofredores.

 

Eu me entrego Senhor, em tuas mãos e espero pela sua salvação!

1. Junto de ti, ó Senhor, eu me abrigo, não tenha eu de que me envergonhar;

Por tua justiça me salva e teu ouvido ouça meu grito: “Vem logo me libertar!”

2. Sê para mim um rochedo firme e forte, uma muralha que sempre me proteja;

Por tua honra, Senhor, vem conduzir-me, vem desatar-me, és minha fortaleza!

3. Em tuas mãos eu entrego o meu espírito, ó Senhor Deus, és tu quem me vai salvar;

Tu não suportas quem serve a falsos deuses, somente em ti, ó Senhor, vou confiar!

4. Por teu amor vou dançar de alegria, pois bem que olhaste pra minha opressão;

Não me entregaste nas mãos do inimigo, meus pés firmaste em boa posição.

5. Glória a Deus Pai porque tanto nos amou, glória a Jesus que se deu por nosso bem;

Gloria ao Divino, que é fonte deste amor, nós damos glória agora e sempre. Amém!

 

A Bíblia entra em um tecido branco, pode ser varias bíblias que sai do meu do povo, cantando.

“Que a tua palavra Senhor seja luz, seja luz e a resposta que eu preciso”.   

Que a palavra possa vir iluminar nossos lados escuros, e ser alimento e caminho para o encontro com Jesus e com as irmãs e irmãos em Cristo.

Leitura da Palavra: (abaixo três sugestões de leituras)

·         Romanos 6:4-8

Irmão e irmãs, fomos sepultados com ele na morte por meio do batismo, a fim de que, assim como Cristo foi ressuscitado dos mortos mediante a glória do Pai, também nós vivamos uma vida nova.
Se dessa forma fomos unidos a ele na semelhança da sua morte, certamente o seremos também na semelhança da sua ressurreição.
Pois sabemos que o nosso velho homem foi crucificado com ele, para que o corpo do pecado seja destruído, e não mais sejamos escravos do pecado;pois quem morreu, foi justificado do pecado.
Ora, se morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos.

·         Isaías 53, 4 – 5

Todavia, eram as nossas doenças que ele carregava, eram as nossas dores que ele levava em

suas costas. E nós achávamos que ele era um homem castigado, um homem ferido por Deus e

humilhado. Mas ele estava sendo transpassado por causa de nossas revoltas, esmagado por

nossos crimes. Caiu sobre ele o castigo que nos deixaria quites; e por suas feridas é que veio a

cura para nós.

·         1 Samuel 3:1-10

E o jovem Samuel servia ao SENHOR perante Eli; e a palavra do SENHOR era de muita valia naqueles dias; não havia visão manifesta.
E sucedeu, naquele dia, que, estando Eli deitado no seu lugar (e os seus olhos começavam a escurecer, pois não podia ver),
E estando também Samuel já deitado, antes que a lâmpada de Deus se apagasse no templo do SENHOR, onde estava a arca de Deus,
O SENHOR chamou a Samuel, e disse ele: Eis-me aqui.
E correu a Eli, e disse: Eis-me aqui, porque tu me chamaste. Mas ele disse: Não te chamei eu, torna a deitar-te. E foi e se deitou.

E o SENHOR tornou a chamar outra vez a Samuel, e Samuel se levantou, e foi a Eli, e disse: Eis-me aqui, porque tu me chamaste. Mas ele disse: Não te chamei eu, filho meu, torna a deitar-te.
Porém Samuel ainda não conhecia ao SENHOR, e ainda não lhe tinha sido manifestada a palavra do SENHOR.
O SENHOR, pois, tornou a chamar a Samuel terceira vez, e ele se levantou, e foi a Eli, e disse: Eis-me aqui, porque tu me chamaste. Então entendeu Eli que o SENHOR chamava o jovem.
Por isso Eli disse a Samuel: Vai deitar-te e há de ser que, se te chamar, dirás: Fala, SENHOR, porque o teu servo ouve. Então Samuel foi e se deitou no seu lugar.
Então veio o SENHOR, e pôs-se ali, e chamou como das outras vezes: Samuel, Samuel. E disse Samuel:Fala, porque o teu servo ouve. 1 Samuel 3:1-10
                                                              
Silêncio e oração pessoal (aproximadamente 5 minutos).

Canto:

 

Eu só peço a Deus

Eu só peço a Deus

Que a dor não me seja indiferente.

Que a morte não me encontre um dia

Solitário sem ter feito o que eu queria.

Eu só peço a Deus

Que a injustiça não me seja indiferente.

Pois não posso dar a outra face,

Se já fui machucado brutalmente.

Eu só peço a Deus

Que a guerra não me seja indiferente.

É um mostro grande, pisa forte,

Toda a pobre inocência dessa gente.

 

Eu só peço a Deus

Que a mentira não me seja indiferente.

Se um só traidor tem mais poder que um

povo,

Que esse povo não esqueça facilmente.

Eu só peço a Deus

Que o futuro não me seja indiferente.

Sem ter que fugir desenganado,

A viver uma cultura diferente.

Eu só peço a Deus

Que a guerra não me seja indiferente.

É um mostro grande, pisa forte,

Toda a pobre inocência dessa gente

 

Reflexão

Agradecer a Deus pelas coisas boas que acontecem na vida é fácil, mas agradecer por tudo na nossa vida tanto pelas coisas boas como pelas ruins, pelos momentos de alegria e pelos de tristeza, pelos sucessos e pelas falhas, pelas recompensas e pelas rejeições - requer uma fé em Cristo Jesus, um encontro pessoal com Ele.

 Enquanto dividimos a nossa vida entre eventos e pessoas que gostaríamos de lembrar e aqueles que preferiríamos esquecer, não poderemos pensar na plenitude do nosso ser como dom de Deus pelo qual devamos ser gratos.

Não tenhamos medo de olhar para tudo o que nos trouxe, para onde estamos agora e confiar que, em breve, veremos nisso a mão condutora de um Deus amoroso.

Que possamos olhar para dentro de nossos corações e sentir o que clama o que grita e o que nos conforta em nosso silêncio interior...  Que passo, devo dar para ter meu encontro com Jesus...

(Neste momento os jovens  vão acendendo as velas e entram incensando a todos e todas.

Momento de recolhimento (diante da Cruz. 10 minutos em silencio).

 

 Canta com as velas nas mãos :

 

Ei! Juventude! Rosto do mundo

 Teu dinamismo logo encanta quem te vê

 A liberdade aposta tudo

 Não perde nada na certeza de vencer.”

 

Pai Nosso

Com amor e confiança, digamos juntos e juntos, a oração que o próprio Cristo nos ensinou, vamos trazer nesta oração a Igreja, O Papa Francisco, a Juventude, as Famílias...  Pai nosso...

Benção

O Deus da paz, pela doação do seu Filho Jesus Cristo, nos dê o perdão dos pecados, a libertação de toda escravidão e o conhecimento de sua santa vontade, hoje e sempre. Amém

O Deus do encontro nos abençoe com teu carinho e nos fortaleza em nossa missão, hoje e sempre. Amém.

 O Deus amoroso, que entregou seu filho por amor a humanidade nos abençoe, hoje e sempre, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém

 

Mantra: Deus é amor, arrisquemos viver por amor. Deus é amor, ele afasta o medo”.

 

Organização das irmãs do Sagrado Coração, pela comissão diocesana de assessores (as) da Pastoral da Juventude de Bauru.