Padroeiros

São Sebastião

Data: 20/01


O Santo de hoje, há muito tempo, é popularmente venerado em todo o mundo, principalmente em cidades como o Rio de Janeiro, que o tem como protetor.
No que diz respeito à sua vida, pouco sabemos, porém, de sua entrada na carreira militar até o martírio, possuímos riquezas históricas.
Militar exemplar em Milão, Sebastião buscava sempre levar as pessoas para o Deus Verdadeiro; chegou rapidamente ao posto de capitão da guarda do imperador, até ser denunciado como cristão. Quando o imperador Diocleciano – promotor de uma das mais terríveis perseguições ao Cristianismo – soube que Sebastião seguia a Jesus de Nazaré, usou de promessas e, até de ameaças com ele.
Mas ele permaneceu na fidelidade, por isso desprezou tudo para não perdeu O TUDO: Jesus. Foi tirado do seu posto e entregue a um pelotão de soldados que o despiram, amarraram a uma árvore, acertaram todo o seu corpo com flechas, a ponto de abandá-lo, julgando-o morto. Na noite, chegou Irene para tirar o corpo do corajoso e, Santo soldado de Cristo, encontrando-o, felizmente, com vida.
Depois de se recuperar, São Sebastião cheio do Espírito Santo, procurou o imperador para reprovar suas atitudes injustas para com os cristãos, sendo novamente preso e condenado. Em 284, sofreu o martírio à base de pauladas e boladas de chumbo, que encontraram nele têmpera, tal que seu testemunho influenciou na conversão do governador e de seu filho.


Voltar